Quem Somos | Benefícios | Departamentos | Convenção Coletiva | Cursos | Associe-se | Fale Conosco
 
 
» Notícias
 
 
 
Centrais sindicais defendem tributação de fortunas para bancar auxílio de R$ 600 

As centrais sindicais se uniram nesta quarta-feira (20) para reiterar o posicionamento em defesa de um auxílio de R$ 600, depois que o Palácio do Planalto recuou do anúncio do novo Bolsa Família de R$ 400 na terça (19).

CUT, Força Sindical, UGT, CTB (Central de Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil), NCST (Nova Central Sindical de Trabalhadores) e outras assinaram uma carta conjunta pedindo proteção da população e combate à fome.

"Propomos que o Congresso trate com urgência máxima a ampliação da cobertura da proteção de renda através do Bolsa Família", diz o texto.

A ideia é que a renda alcance os R$ 600, chegando a R$ 1.200 em casos de mães chefes de família. As centrais defendem que o financiamento seja feito a partir de tributação sobre fortunas, altas rendas, lucros e dividendos.

Para Ricardo Patah, presidente da UGT, a situação em que a fome chegou no Brasil justifica o aumento no valor.

"Na nossa visão, tem tanta gente passando fome, desalentada e na miséria. Independentemente dos procedimentos de teto de gastos, o auxílio emergencial de R$ 600 seria o ideal. O povo está passando fome. E os R$ 600 não só tirariam da miséria milhões de pessoas como fariam a economia rodar", afirma Patah.

 

20/10/2021 - O Popular  
 

O que fazer se a empresa não pagou a primeira parcela do 13° no dia certo?
02/12/2021  - Uol
Goiás tem mais de 12 mil na fila do INSS
29/11/2021  - O Popular
Adeus ao Gol e ao Uno após 4 décadas encerra o ciclo dos 'carros populares'
29/11/2021  - Estadão
Amanhã, dia 30, prazo final para empresas pagarem 1ª parcela do 13º
29/11/2021
Shopping de Campina Grande (PB) terá de criar creche para filhos de comerciárias
24/11/2021  - TST
Motel pagará dano moral a camareira por não conceder intervalos para amamentação
16/11/2021  - TRT
Uber, 99 e outras plataformas podem estar com os dias contados no Brasil
16/11/2021  - Jornal Correio
Saneago oferece programa para negociação de dívidas com desconto de até 98% sobre multas e juros
16/11/2021  - G1 Goiás
Governo flexibiliza regras trabalhistas e revê mais de mil normas
11/11/2021
Valor da cesta básica tem alta de 9,72% em Goiânia
11/11/2021  - O Popular
 
 
 
 
SECOMPN - Sind dos Empregados no Comércio de Porto Nacional
Rua Dom Alamo, 2456, Centro - CEP 77500-000 - Porto Nacional - TO
Telefones: (63) 9 8457-6313